É tempo de Diálogo: em defesa da Psicologia no CRP-PR!

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Propostas

Eixo 1: Gestão

1.1 Demonstrar, com transparência, o investimento do dinheiro da categoria nas ações planejadas coletivamente, revelando os resultados e impactos sociais;

 

1.2 Tornar mais transparente a definição de valores da anuidade e outras taxas, elaborando informações didáticas sobre a formulação de orçamento, planejamentos, com custos permanentes e variáveis da autarquia;

 

1.3 Revogar o pagamento de jetons para conselheiras/os, considerando que as atividades na gestão são de responsabilidade colegiada e que todas/os as/os conselheiras/os trabalham em defesa da profissão;

 

1.4 Divulgar indicadores de gestão que subsidiem informações e gerem conhecimento sobre como os recursos financeiros estão sendo aplicados pela gestão do CRP-PR;

 

1.5 Criar canais democráticos e descentralizados de participação direta das psicólogas e psicólogos na gestão política, administrativa e financeira do Conselho, estimulando o controle social das ações do CRP-PR, envolvendo a categoria e usuárias/os dos serviços prestados por meio da ouvidoria e comunicação social;

 

1.6 Transmitir as Assembleias online, possibilitando participação à distância e maior transparência;

 

1.7 Implementar o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) organizando os processos de trabalho e os fluxos de informações;

 

1.8 Ampliar o diálogo interno com a equipe de trabalhadoras/es da entidade, estabelecendo relações mais democráticas e de corresponsabilidade entre equipe, gestão e categoria;

 

1.9 Construir em conjunto com trabalhadoras/es do CRP um plano de formação continuada;

 

1.10 Realizar planejamento participativo, envolvendo todos os segmentos que compõem o CRP/PR (trabalhadoras/es da entidade, psicólogas/os colaboradoras/es, profissionais inscritas/os e gestoras/es);

 

1.11 Realizar eventos técnicos e de orientação descentralizados, estimulando a participação da categoria em todo o estado do Paraná;

 

1.12 Ampliar e aprimorar o atendimento às demandas do interior do estado com a expansão de Conselheiras/os do interior e por meio de colegiados de referência das regiões;

 

1.13 Tornar as comissões temáticas verdadeiramente abertas para toda a categoria, independentemente das concepções e ideias divergentes, pois compreendemos que a Psicologia é plural;

1.14 Romper com a lógica de representatividade setorial personificada, estabelecendo Comissões Setoriais Regionais, nas quais toda classe poderá participar ativamente do CRP, conferindo espaço para que profissionais de todo estado possam colaborar com a gestão do Conselho.

Whatsapp

(41)

99780-8833