É tempo de Diálogo: em defesa da Psicologia no CRP-PR!

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
Eixo 3:
Profissão em diálogo

3.1 Aprimorar a comunicação com profissionais, estudantes e instituições formadoras acerca da agenda da Psicologia brasileira, latino-americana e internacional.

3.2 Estreitar relações com entidades da Psicologia, referendando práticas e atividades profissionais em campos de atuação específicos.

3.3 Orientar usuárias/os dos serviços psicológicos, por meio de investimento em publicidade da Psicologia, com informações técnicas e éticas.

3.4 Zelar pelos requisitos de acessibilidade nas comunicações do conselho.

3.5 Realizar campanhas educativas de valorização, sensibilização, desmistificação acerca do trabalho nas diferentes áreas da Psicologia, seus limites, possibilidades e atribuições legais, por meio das redes sociais e outros canais de comunicação, no intuito de promover a Psicologia, enquanto saber científico comprometido com a sociedade;

 

3.6 Dialogar com as entidades e movimentos sociais voltados à promoção de direitos humanos para promover ações em defesa da igualdade racial e de gênero; respeito às diferenças e diversidades e apoio às ações afirmativas à equidade, cidadania e combate às opressões.

 

3.7 Incentivar a participação da categoria, enquanto classe trabalhadora,  nas suas entidades representativas, tais como, Fenapsi - Federação Nacional de Psicólogas/os e Sindicato de Psicólogas/os, para possibilitar o avanço na agenda de ações em defesa da melhoria das condições de trabalho

 

3.8 Propor ao Sindicato dos Psicólogos do Paraná a realização de campanha conjunta pela aprovação do Projeto de Lei que garante o piso salarial regional para psicólogas/os.

 

3.9 Realizar amplo debate sobre a proposta legislativa de redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais, incluindo a avaliação da experiência do serviço social, a fim de construir planos de ação em conjunto com a categoria.

 

3.10 Retomar diálogos junto aos convênios de saúde para buscar a valorização da prática psicoterápica como instrumento de promoção de saúde e cuidado;

 

3.11 Construir estratégias de pesquisa e comunicação para disseminar as conquistas dos diversos movimentos sociais para a categoria no estado, considerando o contexto histórico, memórias e aspectos regionais.

 

3.12 Ampliar o diálogo com instituições representativas de outras categorias profissionais no estado, orientando sobre a atuação da Psicologia, considerando os contextos de atuação multiprofissional, bem como as ações voltadas para os direitos humanos e políticas afirmativas. Construir orientações técnicas para atuação intersetorial e interdisciplinar nos diferentes serviços;

 

3.13 Promover debates e produção de conhecimentos sobre a atuação profissional no campo da Psicologia Comunitária, Psicologia Popular, Psicologia da Libertação e Educação Popular, em articulação com movimentos populares e sociais, organizações e coletivos da sociedade civil.

 

3.14 Estimular a organização de Comissão ou Grupo de Trabalho para acompanhar e estudar projetos de Lei em tramitação ou a serem propostos ao poder legislativo, mantendo diálogo aberto com legisladores, a fim de dar subsídios técnicos e éticos para a elaboração e defesa de propostas de interesse da categoria e da sociedade.

Whatsapp

(41)

99780-8833